Seriados

Review: Altered Carbon – 1ª temporada

Imagem relacionada

Em um futuro distópico, a imortalidade é algo real e possível. A consciência humana é armazenada em pequenos cartuchos e localizados na nuca, são transferidos de corpo sempre que o corpo antigo estiver envelhecendo, padecendo de alguma doença ou ‘morto’. A morte real só é possível para quem sofreu dano no cartucho ou na cabeça. Ricos trocam de capas – como é chamado o corpo – sucessivamente por clones e fazem backup de suas memórias, se tornando quase imortais. Os pobres se conformam com capas que estiverem sobrando caso precisem trocar de corpo, mas claro que isso só acontece caso a família tenha dinheiro para pagar pela transferência de um corpo para outro.

Nesse futuro fica claro que as diferenças sociais não mudaram, pelo contrário, pioraram. Com a possibilidade da imortalidade, os ricos tem a eternidade para multiplicar suas fortunas e com isso, se manterem sempre no poder. Eles não têm empatia por quem não tem a mesma sorte deles e, com centenas de anos de riqueza e conhecimento, se sentem acima de qualquer lei, fazendo o que bem entender sem ser julgado por suas atitudes.

A série se inicia com Takeshi Kovacs (Joel Kinnaman) sendo revivido depois de ficar 250 anos morto. Ele acorda em um novo corpo e é contratado pelo milionário imortal Laurens Bancroft (James Purefoy) para investigar a sua morte. Porém, essa investigação é parte de algo muito maior e, ao longo dos dez episódios, o telespectador irá presenciar um mundo em que não existe mais humanidade e onde as diferenças sociais se agravaram tanto que deu inicio á uma guerra silenciosa e violenta entre as camadas da sociedade.

Resultado de imagem para altered carbon critica

A trama aborda vários temas: a evolução da tecnologia, inteligências artificiais, realidade virtual e religião versus tecnologia. Inclusive na série, a questão da religião em relação a imortalidade é abordada na forma de um Neo-Catolicismo. Durante dez episódios é explorado a condição humana e o efeito da imortalidade na questão ética e na mente humana, trazendo uma sociedade profunda e problemática.

Altered Carbon tem um roteiro que dá espaço para o desenvolvimento dos personagens ao mesmo tempo que não deixa pontas soltas. A criação dos cenários é rico em detalhes e dá a sensação para o telespectador de que tudo aquilo é real. Adaptado da obra de Richard K. Morgan, a série original da Netflix traz muito sangue, mas também reflexão para seu público. E para os fãs da série: uma segunda temporada já está sendo estudada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s