Seriados

Review: Lucifer – 1ª temporada

Imagem relacionada

Lúcifer Morningstar (Tom Ellis) estava cansado da sua vida no inferno e decide ir embora do lugar. O destino que ele escolhe é Los Angeles e lá, Lúcifer abre uma boate que faz um enorme sucesso. Depois que uma amiga é assassinada, ele se envolve com a polícia como uma especie de consultor e começa a trabalhar ao lado da detetive Chloe Decker (Lauren German).

Chloe intriga Lúcifer por ser a única pessoa que ele conhece que não cai em seus encantos. E isso o fascina, fazendo Lúcifer tentar desvendar sua nova parceira. É legal de ver as cenas dos dois, pois Lúcifer vai descobrindo sentimentos novos enquanto está ao lado de Chloe e é engraçado o jeito que ele reage á isso. Também deixa o telespectador intrigado com Chloe, questionando qual é a história dela para que ela tenha o pode de interferir nos poderes de Lúcifer.

O irmão de Lúcifer, o anjo Amenadiel (David Bryan Woodside) foi designado para buscar Lúcifer e levá-lo de volta ao inferno, porém o Diabo deixa claro que não quer abandonar sua nova vida. Maze (Lesley-Ann Brandt) é o braço direito de Lúcifer, ela fugiu do inferno junto com ele, contudo não está satisfeita com as atitudes de seu chefe e acredita que se envolver com a humanidade é um risco para ele. Então, ela se junta com Amenadiel para tentar convencer Lúcifer a voltar.

Resultado de imagem para critica serie lucifer

Essa série é bem divertida. Quem imagina que o Diabo faria terapia? Pois então, Lúcifer tem sessões de terapia com Dra linda (Rachael Harris) para tentar entender os sentimentos estranhos (para ele) que surgem nele durante a convivência com a detetive Chloe. E, principalmente, para entender por que seu Pai, Deus, escolheu a humanidade invés dele.

Uma coisa que achei bem legal nessa série é que Lúcifer está cansado de ser culpado pelos crimes que os outros cometem. Ele deixa claro que não gosta da imagem que as pessoas têm dele e quer mudar isso.

O ator Tom Ellis interpreta maravilhosamente bem esse personagem. Eu me diverti muito com as cenas, com o jeito dele. Ellis transforma o “diabo” em alguém que a gente torce, que a gente gosta. Sem contar que a paixão de Lúcifer pelo seu piano é linda, você acaba vendo o personagem mais como um humano do que um ser sobrenatural.

A primeira temporada está liberada na Netflix e tem apenas 13 episódios. Vale a pena dar uma chance para essa série divertida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s