Resenhas

A Casa das Orquídeas, Lucinda Riley

A Casa das Orquídeas“Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park… E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.”

“Eu estou…Aceitando que sou apenas uma peça da engrenagem e não controlo o universo. O que tiver de ser será.

Júlia Forrester é uma talentosa pianista que perde o marido e o filho em um acidente trágico. Em depressão, ela larga tudo na França e volta a morar perto da família, na Inglaterra.

Wharton Park é uma lindíssima propriedade onde ela passou sua infância ao lado do avô  Bill que trabalhava como jardineiro da família Crawford e agora, anos depois, a propriedade será vendida. Ao lado da irmã, Júlia vai até a propriedade e reencontra Kit Crawford, o então herdeiro de Wharton Park. Por causa das inúmeras dívidas, Kit não vê outra escolha a não ser vender a casa. Mas mantém os chalés e está reformando um para ele morar. É durante essa reforma que ele encontra um diário. Como a casa havia sido o lar do avô de Julia, ele acredita que pertença a família dela. Ao procurar Elsie, avó de Julia, os dois descobrem que o diário pertence ao último herdeiro de Wharton Park: Harry Crawford.

E assim somos transportado para uma glamourosa Wharton Park. Sempre lotada de gente em festas e jantares luxuosos, a propriedade era sempre animada. Onde o jovem Harry lidava com o conflito interno de querer ficar ao lado de sua mãe e ter de servir no exército britânico e lutar na Segunda Guerra Mundial. Antes de ir para guerra, ele casa com Olivia, uma indiana que era hospede em sua casa. A história de Olivia e Harry muda completamente Wharton Park para sempre, junto com as futuras gerações dessa família.

“Em meio a dor e à felicidade da jornada que percorri nos últimos dois anos, eu aprendi a lição mais importante que a vida tem a oferecer e fico feliz por isso. Tudo o que temos é este instante.”

Conhecemos a Tailândia, a França e até mesmo o Japão. Lucinda Riley nos transporta para cada um desses lugares com riqueza de detalhes que dá um ar de realidade para a história. A trama é repleta de mistérios, mentiras, paixões, suspense e muita reviravolta. Cada personagem tem sua importância na história e a autora não deixa nenhuma ponta solta, cada acontecimento tem uma razão que se encaixa no enredo. A escrita é maravilhosa, envolvente e fácil, fazendo com que o leitor não consiga largar o livro até ter lido a última página. A Casa das Orquídeas é meu livro preferido da autora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s