Resenhas

As Sete Irmãs, Lucinda Riley

As Sete Irmãs“Em As sete irmãs, Lucinda Riley inicia uma saga familiar de fôlego, que levará os leitores a diversos recantos e épocas e a viver amores impossíveis, sonhos grandiosos e surpresas emocionantes. Filha mais velha do enigmático Pa Salt, Maia D’Aplièse sempre levou uma vida calma e confortável na isolada casa da família às margens do lago Léman, na Suíça. Ao receber a notícia de que seu pai – que adotou Maia e suas cinco irmãs em recantos distantes do mundo – morreu, ela vê seu universo de segurança desaparecer. Antes de partir, no entanto, Pa Salt deixou para as seis filhas dicas sobre o passado de cada uma. Abalada pela morte do pai e pelo reaparecimento súbito de um antigo namorado, Maia decide seguir as pistas de sua verdadeira origem – uma carta, coordenadas geográficas e um ladrilho de pedra-sabão –, que a fazem viajar para o Rio de Janeiro. Lá ela se envolve com a atmosfera sensual da cidade e descobre que sua vida está ligada a uma comovente e trágica história de amor que teve como cenário a Paris da belle époque e a construção do Cristo Redentor.”

Pa Salt é um velejador muito rico que vive em Atlantis, um fabuloso castelo isolado às margens do Lago Lérman. Inspirado nas Plêiades, mais conhecida como a constelação das sete irmãs, Pa Salt adotou seis meninas e deu a cada uma o nome de uma das estrelas da constelação. A sétima irmã nunca chegou a família e não há ninguém que possa explicar a razão já que Pa Salt morre no começo da trama. O advogado de Pa Salt fica responsável por entregar para cada uma das meninas envelopes que contém pistas sobre a verdadeira história de cada uma.

Maia é a filha mais velha de Pa salt e a única das seis irmãs que ainda mora na Suíça junto a Pa Salt e Marina – a governanta que criou as seis irmãs. Sem nunca questionar quais eram suas origens, Maia se sentia feliz com a família que Pa Salt havia dado á ela. Fugindo de seu passado, Maia resolve ir em busca de sua origem e desembarca no Rio de Janeiro.

A profissão de Maia é ser tradutora e, por falar fluentemente português, ela traduz para outros idiomas o livro de Floriano, um historiador. E é ele quem a ajudará com a busca pelo seu passado.

Pa Salt havia deixado para Maia um ladrinho de pedra-sabão com nomes já quase apagados e, enquanto Floriano pede ajuda de um amigo para descobrir o que está escrito, Maia vai até a A Cada das Orquídeas. Ao chegar na mansão que hoje está em ruínas, ela encontra Beatriz – uma senhora de idade que está muito doente. A mulher não quer saber de Maia e a despacha imediatamente, porém sua empregada entrega cartas a Maia dizendo saber quem era ela por ter reconhecido o colar que Maia usava: a pedra da lua.

Meus dedos tocaram a selenita em meu colar. Tudo o que eu podia imaginar era que ele foi trazido comigo, como uma espécie de recordação, talvez de minha mãe, quando Pa Salt me adotou ainda bebê. Ele me disse, quando me deu o presente, que havia uma história interessante por detrás dele.”

As cartas em de Isabela Bonifácio endereçadas a sua empregada e grande amiga. Na época em que escreveu as catas, Isabela se encontrava em Paris e vivia um grande amor com o artista Laurente Broully, contudo Isabela estava noiva de Gustavo Aires Cabral e precisava voltar para o Brasil para se casar.

Nos anos 20, era comum a mulher se submissa e aceitar o que o destino lhe reservava e menos não amando Gustavo, Isabela retorna ao Rio de Janeiro e se casa com ele. Ao fundo dessa trágica história de amor, temos a construção do Cristo Redentor. Na verdade, é por causa do sonho do arquiteto Heitor Costa e Silva em fazer um monumento em homenagem á Cristo que Isabela vai para Paris e conhece Laurente. Enquanto desvenda a história de sua bisavõ, Maia terá que enfrentar seus medos e encarar seu passado que tanto a assombra.

Lucinda Riley escreve com tanta delicadeza que os lugares em que ela descreve são quase palpáveis. É característico da autora ter a mescla do presente e passado e é tudo bem pregado, sem pontas soltas. E sem dúvida fiquei fascinada por Pa Salt e já tenho minhas teorias sobre ele, estou esperando ansiosamente que Lucinda escreva algo sobre ele para alimentar minha curiosidade. O livro é fantástico e tenho a sensação de que essa série será a minha favorita. Recentemente, a Editora Arqueiro relançou o livro com essa capa maravilhosa e os próximos livros serão todos lançados pela mesma editora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s